Artículo

Biodiversity and ecology of Hirudinea (Annelida) from the natural reserve of isla Martín García, Río de la Plata, Argentina

| | |
Resumen

The Island of Martin Garcia lies at the confluence of the Uruguay and Paraná Rivers (upper Río de la Plata). This island is an outcrop of the crystalline basement. Due to basalt exploitation the island exhibits several ponds covered by carpets of free-floating macrophytes. Seven major environmental variables were measured: water and air temperature, percentage of oxygen saturation, dissolved oxygen, electrical conductivity, total dissolved solids and pH. Eleven leech species were found, Helobdella striata, H. diploides, H. adiastola and H. hyalina were new records. UPGMA clustering of species based on their occurrence in different ecological conditions revealed three main species groups. Canonical Correspondence Analysis (CCA) explained 97.2% of the correlation between species and environmental variables. H. triserialis shows the widest range of tolerance, H. hyalina shows positive relationships to conductivity; H. diploides shows a high correlation with dissolved oxygen, H. striata, H. lineata, and S. similis are negatively correlated with water temperature, and H. simplex is positively correlated with pH. Relationships between the species richness (S) and the sampling sites were negatively correlated with water temperature and positively correlated with dissolved oxygen. Leech biodiversity from the water bodies of Martín García Island, shows a great diversity of species and a wide plasticity regarding the characteristics of the environmental factors considered.

A Ilha Martín García encontra-se na afluência dos Rios Uruguay e Paraná (no Rio de la Plata superior) e constitui um afloramento do maciço cristalino de Brasília. Por causa da exploração do basalto, formaram-se lacunas que apresentam tapetes de vegetação flutuantes e macrófitas enraizadas. Mediram-se sete variáveis físico-químicas da água: temperatura do ar e da água, porcentagem de saturação de oxigênio, oxigênio dissolvido, condutividade elétrica, sólidos totais dissolvidos e pH. Encontraram-se onze espécies de sanguessuga, como Helobdella striata, H. diploides, H. adiastola e H. hyalina que constituem novos registros para a ilha. A análise de agrupamento baseado na ocorrência das espécies em condições ecológicas diferentes revelou três grupos principais. A análise canônica da correspondência sugere que a distribuição das espécies relaciona-se às variáveis ambientais consideradas, 97,2% da correlação entre as espécies e as variáveis se distribui no eixo dois do diagrama de ordenamento. As variáveis com maior flutuação foram a condutividade e o pH. H. triserialis foi a espécie mais tolerante às variáveis ambientais; H. hyalina se relacionou positivamente com a condutividade; H. diploides teve alta correlação com o oxigênio dissolvido; H. striata, H. lineata e Semiscolex similis relacionaram-se negativamente com a temperatura da água e H. simplex, positivamente com o pH. As relações entre a riqueza de espécies (S) e os lugares de amostras foram negativas com a temperatura da água e positivas com o oxigênio dissolvido. Os corpos da água da Ilha Martín García mostram uma grande biodiversidade de espécies de sanguessuga, assim como uma ampla ductilidade com relação aos fatores ambientais considerados.

Palabras clave
Biodiversidad
Ecología
Sanguijuelas
Enfermedades Endémicas
http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Esta obra se publica con la licencia Creative Commons Attribution 4.0 International (BY 4.0)

item.page.license
Imagen en miniatura