Documento de conferencia

A casa França-Brasil de Grandjean de Montigny e suas transformações

Resumen

O presente trabalho pretende apresentar as transformações pelas quais passou o imóvel que abriga hoje a Casa França-Brasil, no Rio de Janeiro. Com a vinda da Corte de Portugal para o Brasil, em 1808, o país passa a ocupar lugar de destaque no cenário internacional. Como consequência da influência da vida cultural europeia, D. João forma uma missão artística para inserir o país nesse contexto. Assim, chega ao Brasil a Missão Artística Francesa, composta por artistas franceses, como arquitetos, pintores e escultores. Entre eles, está o arquiteto Auguste Henri Victor Grandjean de Montigny. Em 1819 D. João VI resolve fazer um prédio para ser a sede da Praça do Comércio do Rio de Janeiro, escolhendo Grandjean de Montigny para elaborar o projeto. Fugindo do padrão colonial da arquitetura da época, o projeto foi feito em estilo neoclássico, seguindo os moldes europeus, e inaugurando uma nova fase nas feições arquitetônicas da cidade.

Palabras clave
Grandjean de Montigny
Praça do Comércio
Casa França-Brasil
http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Esta obra se publica con la licencia Creative Commons Attribution 4.0 International (BY 4.0)

item.page.license
Imagen en miniatura