Documento de conferencia
Acceso Abierto

A recuperação das cantarias da Capela de N.Sra da Glória do Outeiro, no Rio de Janeiro

|
Enlace externo
Resumen

A Capela de Nossa Senhora da Glória do Outeiro, localizada sobre um morro beirando o mar da baía de Guanabara é uma jóia do século XVIII. Sua planta poligonal é formada por dois octógonos irregulares, alongados e interligados, antecedidos pela base quadrada da única torre sineira, cujo pé forma a galilé de acesso à capela Cada uma das arestas dos octógonos é marcada (interna e externamente, por pilastras de cantaria, coroadas por pináculos. São também de cantaria os emolduramentos de janelas, portas e óculos, as cimalhas e a galilé, os elementos de composição do arco cruzeiro e a cobertura plana da edificação. Foram esses elementos de cantaria, atacados pela umidade e pelo intemperismo, que foram objeto do estudo para determinar os processos de limpeza e consolidação adequados. As principais patologias identificadas foram o descolamento de placas da cantaria, a presença de crostas negras, o ataque por fungos e vegetação superior e as manchas de grafitti e de matérias graxas. Cada uma destas patologias foi estudada e testados processos e materiais de limpeza e consolidação e integração das lacunas existentes.

Palabras clave
arquitectura
restauración
http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Esta obra se publica con la licencia Creative Commons Attribution 4.0 International (BY 4.0)

item.page.license
Imagen en miniatura