Documento de conferencia

Empreitada de remodelação e restauro da Igreja de Santa Ana

Resumen

Na sequencia do estudo prévio e exame metódico e rigoroso, foi elaborado um pequeno estudo histórico-artístico, tendo como objectivo um maior conhecimento dos bens em questão, de forma a que a nossa intervenção respeitasse o misto de especificidade e identidade da obra de arte e o seu valor artístico, histórico, científico, espiritual e religioso. Assim podemos referir que, a arte da Talha é um dos capítulos mais expressivos e originais do universo artístico português. A sua génese remonta ao século XV e prolonga-se até às primeiras décadas do séc. XIX, época em que entra em decadência. Reforçada pelos dogmas emanados do Concílio de Trento (1545-1563), a arte da talha revela-se um meio de propaganda ao serviço da religião, através da sua linguagem grandiosa e do brilho reflectido do seu ouro, comove e seduz sensorialmente, conduzindo o crente à aceitação das regras doutrinais da Igreja Católica. Para além de se revelar essencialmente uma arte religiosa, a talha expande-se também ao campo civil. Na sua essência o conjunto de obras de arte em questão, terá que ser analisado, dentro do propósito da sua construção, da sua identidade, no seu sentido original, actual e futuro pois, o papel fundamental do técnico de conservação e restauro é a preservação dos objectos culturais para benefício das gerações actuais e futuras.

Palabras clave
iglesia
restauración
arte religioso
http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Esta obra se publica con la licencia Creative Commons Attribution 4.0 International (BY 4.0)

item.page.license
Imagen en miniatura