Artículo

Improving Model-Driven Software Testing by using Formal Languages

| |
Resumen

Model-Driven Testing or MDT is a new and promising approach for software testing automation that can significantly reduce the efforts in the testing cycle of a software development. It consists in a black box test that uses structural and behavioral models to automate the tests generation process. In this paper, we describe a tool that allows developers to translate a software model written in UML with OCL formal constraints to its corresponding Java code, automating the generation of strong test-cases codes and specifying them not only in Java language but also in two formal languages, which are OCL and Alloy. This tool provides more reliable support by amalgamating different techniques, which strengthens the testing process.

O Model-DrivenTesting ou MDT é uma nova e promissora abordagem para automação de testes de software que pode reduzir significativamente os esforços no ciclo de testes de um desenvolvimento de software. Consiste em um teste de caixa preta que utiliza modelos estruturais e comportamentais para automatizar o processo de geração de testes. Neste artigo, descrevemos uma ferramenta que permite aos desenvolvedores traduzir um modelo de software escrito em UML com restrições formais OCL para seu código Java correspondente, automatizando a geração de códigos de casos de teste e especificando-os não apenas na linguagem Java, mas também em dois linguagens formais, que são OCL e Alloy. Esta ferramenta fornece suporte mais confiável, combinando diferentes técnicas, o que fortalece o processo de teste.

Palabras clave
model driven testing
UML
OCL
Java
testing
formal languages
http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/

Esta obra se publica con la licencia Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International (BY-NC-SA 4.0)

item.page.license
Imagen en miniatura